27 junho 2017

Em Roma, o banco BNL aposta na trigeração para reduzir os consumos de energia em 40%

O banco BNL, pertencente ao Grupo BNP Paribas, é um dos maiores Grupos bancários na Itália. A sede principal do BNL em Roma optou pela cogeração de alto rendimento para abater os custos de funcionamento. O local, que representa 16% dos consumos de energia de toda a empresa, desde 2014 possui uma planta de trigeração de 2 MW que garante a utilização do vetor térmico ao longo de todo o ano. Com uma disponibilidade média de 98%, a planta garantiu ao BNL uma redução de 40% do custo unitário da energia e uma economia de cerca de 100 t de CO2 por ano. Este projeto insere-se em uma iniciativa que prevê a utilização de energias renováveis dentro da empresa. A energia térmica é utilizada constantemente: para aquecer os ambientes durante o inverno e para refrescá-los no verão. Durante as meias-estações, a presença do absorvedor permite ter a temperatura sempre certa no centro de elaboração de dados do BNL, obtendo uma redução do custo energético unitário de 40% e evitando a emissão no ambiente de cerca de 100 toneladas de CO2 por ano.

Assista ao video em Cogeneration Channel!