17 março 2015

AB e Granarolo, a Itália que se destaca faz a sinergia em nome da eficiência energética

Continuar a crescer, desenvolvendo-se a nível internacional mantendo bem seguros os princípios de alta qualidade e “italianidade”, através de uma política green ligada à eficiência energética: estes são os denominadores comuns de duas empresas como AB e Granarolo. Em consideração aos elevados consumos de energia elétrica e térmica, exigidos pelos processos produtivos e na óptica de uma racionalização na utilização das fontes de energia fóssil, com consequente economia e melhoria da condição ambiental em relação aos gases de estufa, a Granarolo S.p.A. instalou recentemente duas plantas de cogeração da AB nos locais de produção de Pasturago di Vernate (MI) e Gioia del Colle (BA). As empresas agroalimentícias industriais são, de fato, grandes “consumidores” de energia térmica e elétrica dentro de seu setor com importantes reduções tanto na sua conta de pagamento mensal quanto nas emissões ao ambiente e a cogeração é a solução ideal para enfrentar as exigências destas realidades. A Granarolo S.p.A., o maior operador agroindustrial do País de capital italiano em crescimento, tanto a nível nacional, quanto internacional, dedica grande atenção, além da qualidade e da excelência dos seus produtos, também à eficiência energética e à salvaguarda ambiental e por este motivo escolheu AB, líder do seu setor a nível internacional, para projetar e realizar duas plantas de cogeração nos locais de produção de Pasturago di Vernate, na província de Milão e Gioia del Colle, na Província de Bari. A energia elétrica produzida nas duas plantas será integralmente utilizada pelos locais de produção, assim como a energia térmica, com uma economia notável tanto a nível econômico quanto a nível de emissões de gases de estufa na atmosfera. Considera-se, de fato, para as duas plantas em objeto, uma economia final igual a aproximadamente 5.800 ton/ano de CO2 emitido. Na planta de Pasturago di Vernate (MI), finalizada à produção e embalagem de leite fresco, nata, yogurt, dessert e leite UHT, foi instalado um ECOMAX®33 HE, alimentado com gás natural. Uma solução modular em conteiner, de potência nominal final de plena carga igual a 3.354 kWe e com potência térmica final introduzida de 7.674 kW. A atividade da planta de Gioia del Colle (BA) é finalizada ao tratamento e embalagem de leite fresco pasteurizado e UHT da marca “Perla” e da marca “Granarolo”. Aqui foi instalado um ECOMAX10®NGS, alimentado com gás natural. A solução modular no conteiner, de potência nominal final de plena carga igual a 1.063 kWe e com potência térmica final introduzida de 2.673 kW.

A gama Ecomax® Biogas