19 maio 2015

A cogeração da AB como suporte da política green de Pizzoli

A cogeração da AB confirma ser a solução ideal para a industrial alimentar e assim também a Pizzoli SpA, desde sempre atenta às políticas ambientais e à eficiência energética, escolheu valer-se da tecnologia da empresa de Orzinuovi, referência mundial do setor. Está na filosofia green da Pizzoli, empresa italiana histórica, ativa na produção e comercialização de batatas frescas e congeladas, o desenvolvimento de um plano de eficiência energética que é enriquecido por uma nova planta de cogeração da AB, uma solução concreta que permite à fábrica de Budrio (BO) produzir energia elétrica e térmica, protegendo o ambiente. A planta, uma ECOMAX®20 HE, é alimentada com gás natural e é uma solução modular em conteiner, de potência nominal global em plena carga igual a 2.004 kWe, com potência térmica cogerada igual a 1.893 kW, referida a uma potência térmica introduzida de 4.604 kW. A nova planta produz energia elétrica que, no total líquido dos consumos dos equipamentos auxiliares da central, é utilizada para satisfazer o rendimento energético da fábrica, enquanto a energia térmica cogerada é explorada para utilizações tecnológicas mediante a produção de água quente (aproximadamente 90°C) e vapor (aproximadamente 16 barg). Com a nova planta, em função de janeiro de 2015, está prevista uma economia de aproximadamente 2.000 toneladas de CO2 emitidas por ano e uma operatividade do grupo igual a aproximadamente 6.800 horas/ano. A escolha da Pizzoli SpA de confiar à AB, líder mundial do setor e com uma grande experiência na eficiência da indústria alimentícia, a realização de uma uma planta de cogeração no interior da sua principal fábrica de produção, se revelou assim uma escolha vencedora, com resultados tangíveis a nível econômico e ambiental.

Comunicação de imprensa